HomeSEO – Search Engine OptimizationO Derradeiro Guia para Saber (Quase) Tudo o que Sabe uma Agência SEO

O Derradeiro Guia para Saber (Quase) Tudo o que Sabe uma Agência SEO

SMARTBLOG

Com o primeiro artigo sobre SEO no SmartBlog, consegue ter umas noções básicas sobre esta vertente do marketing digital, mas não lhe dá todas as ferramentas que precisa para montar uma estratégia de SEO competente sem contactar uma agência SEO. O facto do seu site, artigo ou produto não aparecer na primeira página do Google, ou em qualquer outro motor de pesquisa, é o equivalente a não aparecer em lado nenhum. Os dados são simples: a primeira página do Google apresenta 10 resultados e 67% de todos os cliques incidem nos 5 primeiros resultados,

É essencial alinhar as duas grandes categorias de SEO: On-Page e Off-Page, que é facilmente entendido como limpar a casa por dentro, mas também por fora. Com SEO On-Page as preocupações estão diretamente ligadas com as regras de posicionamento do Google, tais como, mudar as headlines, trabalhar o conteúdo e alterar a estrutura da página. No SEO Off-Page, o Google toma atenção a todas as variantes que não estão ao seu alcance, como são exemplo, as redes sociais, o histórico de pesquisa das pessoas ou os outros blogs concorrentes, algo a que uma agência SEO tem muita atenção.

Para já, vamos focar-nos em SEO On-Page para lhe dar os primeiros insights em como deve trabalhar o seu site. Para sermos pragmáticos, dividimos esta estratégia em 3 grandes categorias: Conteúdo, HTML e Arquitetura.

Seja numa agência SEO ou em qualquer empresa que queira otimizar o seu site para os motores de pesquisa, existe uma verdade que faz parte do dia-a-dia de ambos: o conteúdo é tudo, ou, se preferir, o conteúdo é rei, expressão muito usada pelos melhores estrategas de SEO. A chave é criar conteúdo de qualidade, mas o que é a “qualidade”? Todos nós ficamos contentes quando fazemos uma pesquisa e encontramos rapidamente exatamente o que procuramos, portanto, a qualidade que o Google procura é detetar o conteúdo que será mais relevante par ao utilizar. A melhor parte é que pode ser você, e não uma agência SEO, a conseguir completar esta etapa da estratégia. Resumindo, faça uma pesquisa das palavras-chave que caracterizam o seu negócio e utilize-as para criar o conteúdo mais relevante para os utilizadores que o procurem.

Na segunda categoria, falamos de HTML. Não estranhe, porque não precisa de saber código para fazer as primeiras melhorias no HTML do seu site. Essencialmente, e resumindo esta categoria, a otimização deve ser feita ao nível dos Headlines, Title Tags e Meta Description. Como? É só aproveitar a pesquisa de palavras-chave que fez para começar a criar conteúdo.

Por fim, falta-nos falar de arquitetura que, apesar de ser a categoria que seja mais facilmente dominada por uma agência SEO também pode ser trabalhada por si. É essencial que o site seja facilmente navegável, intuitivo e atrativo, também para poder ir ao encontro dos gostos do utilizador. Como uma estratégia de SEO é um processo demorado e contínuo, destacamos que os outros pontos a ter em atenção nesta fase prende-se com a rapidez do site, adaptabilidade para mobile e URL’s sem ruído.

Esperemos que este artigo tenho fomentado a vontade de aprender cada vez mais sobre SEO e que o mesmo consiga ter um impacto imediato no seu dia-a-dia de trabalho. Com ou sem uma agência SEO do seu lado, acreditamos que vai conseguir alcançar os seus objetivos. Basta começar a aplicar todo este conhecimento.

Partilhar:

Comentários(0)

Deixe um Comentário

Siga-nos